Muito se fala da rivalidade entre Brasil e Argentina. Ambos os lados possuem uma implicância com cada detalhe que beira a pura "picuinha". A animosidade infundada nasceu do futebol, e mesmo em piadas há como transparecer de uma grande implicância.

Na Argetina há o Valle Encantado, um local de escalada que enche os olhos dos escaladores mais céticos. Uma verdadeira meca da escalada sulamericana. Um local para se escalar uma vez na vida pelo menos, seja pelo preço, seja pela qualidade(e quantidade) das vias ou pela beleza do lugar.

Conheço várias pessoas que irão para o local este ano. Muitas irão acampar por lá, selvagem mesmo, com o lema "não quero pagar para dormir". Lema este que eu considero nefasto. Mostra o "despreparo social" de uma pessoa que pensa assim.

Em uma reportagem publicada no site Altamontanha.com(http://altamontanha.com/colunas.asp?NewsID=897) ilustra bem a preocupação da comunidade argentina com a possibilidade de fechamento do local. Em conversa por e-mail com um escalador argentino, pude também ver que a paciência do proprietário de onde estão maioria das vias com estas desobediências e desrespeito à propriedade alheia está se esgotando. Está muito perto do limite mesmo.

Diante do grande número de escaladores que estão indo para o Valle Encantado prometendo, e se aventurando, a enfrentar as proibições, e regras de uso, receio que os brasileiros poderão ser os responsáveis por fechar um local de escalada internacionalmente conhecido. Marioria das vezes caçoando da existência das regras.

Na reportagem os argentinos fizeram questão de que :

1) NÃO SE PODE ACAMPAR. Claro como água. Nem cruzando, nem adiante, o lugar mais próximo para acampar é Confluencia.

2)
NÃO FAZER FOGO!!!

3)
NÃO JOGAR LIXO, levar de volta para a cidade.

4)
NÃO CORTAR ÁRVORES NEM ARBUSTOS. É também importante evitar caminhar por qualquer lugar, o que destrói o terreno e gera novas trilhas, usem as que já estão marcadas.

5)
QUANDO FOREM AO "BANHEIRO", FAZER UM BURACO de 20 cm.

6)
RESPEITAR A NATUREZA E OS DEMAIS ESCALADORES QUE QUEREM DESFRUTAR DO LUGAR. (não gritar).

Há certa expectativa de que muitos escaladores brasileiros irão desrespeitar estas regras(eu até sei de alguns que já sairão do Brasil com este objetivo), e com isso contribuir para que a comunidade local de escaladores fique prejudicada, e que escaladores do Brasil tenham má fama( o que já acontece por aqui mesmo).

Fico imaginando se, por algum acaso, algum escalador argentino fizesse o mesmo por aqui. Fosse , por exemplo, à Serra do Cipó e desobedecesse as regras de não acampar, atear fogo e etc. As mesmas regras que eles pedem por lá, e que existem na Serra do Cipó. Aprofundando mais na hipótese, imagine que este hipotético escalador gringo fosse uma espécie de "gota d'água". Resultando assim no fechamento do local. Por culpa de uma pessoa estrangeira a Serra do Cipó fosse para a escalada.

Seria justo?

Fonte das regras : http://altamontanha.com/colunas.asp?NewsID=897 - Texto de Texto: Pablo Pontoriero - Revista Kóoch, Argentina.